Cidade do Natal de Campo Grande tem utilização discutida entre o governo do Estado e prefeitura

ZeroUmInforma/ArteECultura – A Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo) e o governo de Mato Grosso do Sul, irão firmar um Termo de Cessão e Uso da área atualmente ocupada pela “Cidade do Natal”. O assunto começou a ser discutido em reunião na tarde de sexta-feira (24), no gabinete da Semade (Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento), entre o secretário Jaime Verruck e a secretária do município, Nilde Brun.

A ideia é permitir que o local receba eventos não permanentes e desde que sejam adequados às normas ambientais do Plano de Uso e Ocupação do Parque das Nações Indígenas, por integrar uma área de preservação. O secretário reconhece que o espaço é de multiuso, por isso a regulamentação se faz necessária, até para estabelecer com clareza o que pode e o que não pode ser feito no local.

Ficou acordado que os técnicos do Imasul (Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), através da Diretoria de Desenvolvimento e da Gerência de Unidades de Conservação farão uma minuta do Termo de Uso e Cessão do espaço, para ser firmado em seguida o convênio entre o Estado e a Prefeitura.

Também participaram da reunião o secretário adjunto da Semade, Ricardo Senna; a diretora de Desenvolvimento do Imasul, Thaís Caramori, o gerente de Unidades de Conservação, Leonardo Palma e o gestor do Parque das Nações Indígenas, Carlos Henrique Leal. Pela prefeitura, estavam presentes ainda o superintendente de Administração e Finanças da Secretaria de Cultura e Turismo do município, Fernando Nantes e a gerente de Patrimônio, Lenilde Ramos.

TV Brasil