Em Campo Grande, Museu da Imagem e do Som realiza a 5ª Mostra de Cinema Boliviano

ZeroUmInforma/ArteECultura – Em comemoração ao Dia da Independência da Bolívia, celebrada em 6 de agosto, O Museu da Imagem e do Som, unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, realiza a 5ª Mostra de Cinema Boliviano, entre 16 e 19 de agosto. Curadoria é de Suzana Mancilla e do Grupo T’ikay.  Os filmes serão exibidos no idioma original e iniciam sempre às 19h.

A iniciativa homenageia ainda o aniversário de onze anos de evento cultural realizado na Praça Bolívia, que inaugurado em 2005, congrega diferentes representações folclóricas e artísticas de Campo Grande, tendo como princípios norteadores a valorização dos modos de fazer, criar e viver de diversas etnias e colônias presentes em Mato Grosso do Sul.

“Nossos encontros buscam a integração e amplia a presença do intercâmbio cultural, estimulando a diversidade das expressões artísticas no estado além de garantir informações socioculturais democratizando o acesso a todos ao direito às fontes de cultura”, explicou Suzana Mancilla.

O MIS de MS fica no Memorial da Cultura e da Cidadania, localizado na avenida Fernando  Corrêa da Costa, 559, 3º andar.

Acompanhe a programação:

Dia 16/08
Olvidados
Ano: 2014
Duração: 112min.
Direção: Carlos Bolado.
Gênero: Drama.
Sinopse: A partir dos anos 1970, com os governos ditatoriais da América do Sul, estabeleceu-se a Operação Condor, que foi uma aliança político-militar entre os governos militares do Brasil, Argentina, Chile, Bolívia, Paraguai e Uruguai para combater os grupos de esquerda desses países. José (Damian Alcazar), ex general do exército boliviano conta a seu único filho suas ações e pecados (transformados em aflições e traumas) daquela época.

Dia 17/08

Tierra Sin Mal
Ano: 2013
Duração: 107 min.
Direção: Juan Carlos Valdivia
Gêneros: Drama, Aventura.
Sinopse: Um cineasta e um líder indígena viajam juntos nos bosques da região sudeste da Bolívia com o objetivo de coletar informações para um filme sobre o mundo guarani. O ponto de partida é uma imagem em movimento de uns indígenas filmada por um explorador sueco em 1910. Mas o presente tem mais possibilidades que a nostalgia de um mundo perdido para sempre. Trata-se de uma viagem de autoconhecimento que parte do olhar e do ouvir do outro. O filme combina uma narrativa cotidiana com a épica de um povo heróico.

Dia 18/08
La bicicleta de los Huanca
Ano: 2007 Duração: 138 min.
Direção: Roberto Calasich.
Gênero: Comédia.
Sinopse: A história gira em torno a Eleuterio Huanca, um pitoresco beberrão do pequeno povoado de Pucarani, distante 42,7 km da cidade de La Paz, Um dia, chega ao povoado um ciclista estrangeiro com uma atrativa bicicleta de corrida. Eleuterio toma conhecimento que a tal bicicleta foi adquirida por seus eternos rivais do povoado, a família Choque. Dessa forma ocorre uma disputa entre as duas famílias, temática que compõe o filme.

Dia 19/08
Los Gringos no comen llajua
Ano: 20111.
Duração: 80min.
Direção: Adán Sarabia
Gênero: Comédia.
Sinopse: Comédia rodada em Los Yungas (La Paz) narra as aventuras de um turista alemão que se separa do grupo que explora a área e é feito refém por traficantes.

TV Brasil