Grupo Jeitão Pantaneiro é atração do projeto Quarta Cultural na Feira Central, na Capital

O sertanejo raiz vai ser destaque hoje (7), no projeto “Quarta Cultural” realizado pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul que leva a diversidade musical do Estado à Feira Central de Campo Grande, um dos principais pontos turísticos da capital. Sobe ao palco nesta semana o grupo Jeitão Pantaneiro, a partir das 19h.

 

Iko Cordeiro e Alfredo, ex-integrantes o Eco do Pantanal, fundaram o Jeitão Pantaneiro este ano com um clipe gravado no Mercadão Municipal, com a intenção de difundir a cultura do baile. Formam o Jeitão Pantaneiro, Vini – violão e voz; Alfredo Leal – violão e Voz; Márcio Santos – voz; Mikael Santana – baixo e voz; Rodrigo Nogueira – gaita e voz e João Germano – bateria.

 

A Feirona existe há 94 anos na Capital. O local une o turismo cultural e gastronômico. Influenciada pela cultura e culinária dos japoneses, povo que emigrou em massa para a cidade no começo do século XX, a feira tem como destaques os tradicionais sobá, yakisoba e espetinhos com a mandioca amarela da terra. Outras opções são o artesanato e o comércio de LOJAS típicos. A feira foi totalmente reformada em outubro de 2006 mudando-se para a antiga Estação Ferroviária de Campo Grande. A história do “sobá” caminhou junto com a “Feirona” de Campo Grande, fundada por meio decreto, em 4 de maio de 1925, pelo então intendente municipal Arnaldo Estevão de Figueiredo.

 

O projeto Quarta Cultural acontece todas as semanas até o fim do ano na Esplanada Ferroviária.

TV Brasil