MIS realiza mostra de cinema em homenagem aos 120 anos do nascimento de Hitchcock

O Museu da Imagem e do Som, unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, realiza na próxima semana, de hoje à quinta-feira (29 a 31 de outubro) , a Mostra Hitchcock – 120 anos de Suspense e Terror, em homenagem ao mestre do suspense. As exibições acontecem sempre às 19 horas, com entrada franca. A curadoria é do Estúdio Tranze.

 

Alfred Hitchcock nasceu em 1988 em Londres e faleceu em abril de 1980, em Los Angeles. É considerado o maior e um dos mais influentes cineastas da história do cinema. Dirigiu 53 longas-metragens em sua carreira, e tornou-se famoso pelas frequentes aparições em seus filmes, recurso chamado de “cameo” na linguagem cinematográfica.

 

Seu primeiro filme de sucesso, “The Lodger: A Story of the London Fog”, de 1927, ajudou a conceber o gênero suspense, e o filme “Blackmail”, de 1929, foi o primeiro filme britânico falado. Apesar de indicado seis vezes ao Oscar, cinco vezes como melhor diretor e uma como melhor produtor, jamais recebeu a cobiçada estatueta.

 

O estilo “hitchcockiano” inclui o uso de movimento de câmera para emular o olhar de uma pessoa, tornando os espectadores em voyeurs, e concebendo planos para maximizar a ansiedade e o medo.

 

O suspense de Hitchcock trouxe inovações técnicas nas posições e movimentos das câmeras, nas elaboradas edições e nas surpreendentes trilhas sonoras que realçam os efeitos de suspense e terror. O clima de suspense é acentuado pelo uso de música forte e dos efeitos de luz.

 

Um conceito original nos filmes de Hitchcock é o “MacGuffin”, um termo usado pelo cineasta para inserir um objeto que serve de pretexto para avançar na história sem que ele tenha muita importância no conteúdo da mesma. O MacGuffin de Psicose é o dinheiro roubado do patrão. O dinheiro só serve para conduzir a personagem Marion Crane até o Motel Bates, mas ao chegar ao motel o dinheiro perde a importância no desenrolar da história.

 

Se você quer conhecer um pouco da filmografia do Mestre do Suspense, reserve um tempinho na sua agenda da semana que vem e compareça à Mostra. A entrada é de graça! Confira abaixo a sinopse dos filmes que serão exibidos:

 

Dia 29, terça-feira – Psicose – Duração: 109 minutos. Classificação: 14 anos

 

 

Sinopse: Marion Crane é uma secretária (Janet Leigh) que rouba 40 mil dólares da imobiliária onde trabalha para se casar e começar uma nova vida. Durante a fuga à carro, ela enfrenta uma forte tempestade, erra o caminho e chega em um velho hotel. O estabelecimento é administrado por um sujeito atencioso chamado Norman Bates (Anthony Perkins), que nutre um forte respeito e temor por sua mãe. Marion decide passar a noite no local, sem saber o perigo que a cerca.

 

Dia 30, quarta-feira – Disque M para Matar – Duração: 105 minutos. Classificação: 12 anos

 

 

Sinopse: Em Londres, um ex-tenista profissional decide matar sua mulher, para poder herdar seu dinheiro e também como vingança por ela ter tido um affair um ano antes, com um escritor que vivia nos Estados Unidos mas que no momento está na cidade. Ele chantageia um colega de faculdade para estrangulá-la, dando a entender que o crime teria sido cometido por um ladrão. Mas quando algo sai muito errado, ele vê uma maneira de dar um rumo aos acontecimentos em proveito próprio.

 

Dia 31, quinta-feira – Festim Diabólico – Duração: 80 minutos. Classificação: 14 anos

 

 

Sinopse: Brandon (John Dall) e Philip (Farley Granger) matam David Kentley (Dick Hogan), um colega da escola preparatória, apenas para terem a sensação de praticar um assassinato e provar que conseguem realizar o crime perfeito. Para desafiar os amigos e a família, resolvem convidá-los para uma reunião no apartamento deles, onde colocam a comida em cima de um baú e dentro do mesmo está o corpo da vítima.

 

Este é o primeiro filme de Hitchcock feito em Technicolor e é notável por se passar em tempo real e por ser editado de tal forma que parece ser uma única tomada contínua através do uso de tomadas longas. Cada tomada ocorre continuamente por até dez minutos sem interrupção. O filme foi filmado em um único set, fora o plano de estabelecimento, na abertura, que aparece abaixo dos créditos. Os movimentos de câmera foram cuidadosamente planejados e não houve quase nenhuma edição.

 

Curtas

 

A Mostra 120 anos de Suspense e Terror também contará com uma programação de exibições de curtas produzidos e dirigidos por cineastas que atuam em Mato Grosso do Sul. “O MIS tem, entre outras missões, a de ser uma janela de difusão da produção local. Por isso foram incluídos, com curadoria de Larissa Anzoategui, um curta metragem antes de cada exibição da mostra, propiciando ao público conhecer um pouco do terror e suspensa produzido no Estado”, explica a gestora do MIS, Marinete Pinheiro.

 

Nesta terça, dia 29, será exibido “O Florista”, que tem direção de Filipe Silveira.

 

Na quarta (30) é a vez de “Larissa, a quarta amiga”, de Thiago Silva e “O último colar”, dirigido por José Roberto Bastos.

 

Já no último dia de exibição, quinta (31) a atração é “A janela da outra”, da diretora Larissa Anzoategui.

 

O MIS fica no 3º andar do Memorial da Cultura e Cidadania, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559. Telefone: (67) 3316-9178.

TV Brasil