Mostra de cinema do MIS revela personagens fortes e narrativa intensa de Pedro Almodóvar

Autor de filmes viscerais, primeiro – e por enquanto único – espanhol indicado ao Oscar, diretor de cinema com traços e reconhecimento únicos. Pedro Almodóvar é inspiração para a próxima mostra de cinema do Museu da Imagem e do Som da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, que acontece de 17 a 19 de setembro (terça a quinta), sempre a partir das 19 horas e entrada franca.

 

A Mostra Especial Desejo – 70 anos de Pedro Almodóvar apresenta ao público três filmes que captam o olhar do diretor sobre as relações humanas e sua busca em retratar o mais amplo aspecto de sentimentos:  “Maus Hábitos”, “Fale com Ela” e “A Pele que Habito”.

 

Os filmes foram selecionados pelo curador João Costa, jornalista e produtor cultural que atua no Studio Tranze, parceiro em alguns dos projetos de exibição que ocorrem no Museu da Imagem e do Som, como o CineCafé. A lista contém longas que abordam diferentes momentos da produção do diretor espanhol. Possuem em comum personagens fortes, contestadores e narrativa envolvente.

 

Confira a programação:

Dia 17 (terça) – Maus Hábitos – Yolanda Bell, uma jovem cantora de bolero, leva uma vida cheia de exageros até que assiste seu namorado morrer de overdose de heroína misturada com estricnina. Apavorada, decide desaparecer. Busca refúgio no convento das “redentoras humilhadas”, cuja madre superiora manifesta sua admiração por Yolanda numa noite em que vai assistir ao seu show no “Molino Rojo”. Por muitos anos as “redentoras humilhadas” têm tentado salvar jovens moças que levam vida de perdição. Ultimamente, porém, a comunidade atravessa uma crise: poucas garotas desejam ser salvas. Desta maneira, Yolanda é muito bem recebida, especialmente pela madre superiora. (Entre Tinieblas, 1983. Duração: 114 minutos. Classificação: 12 anos).

Divulgação

Dia 18 (quarta) – Fale com Ela – Em Madri vive Benigno Martin (Javier Cámara), um enfermeiro cujo apartamento fica em frente a academia de balé comandada por Katerina Bilova (Geraldine Chaplin). Ele fica na janela da sua casa observando os ensaios com especial atenção a uma das estudantes de Katerina, Alicia Roncero (Leonor Watling). Quando Alicia é ferida em um acidente de carro, acaba internada no hospital onde ele trabalha. Benigno cuida dela, em coma, com um cuidado acima do normal. (Hable com Ella, 2002. Duração: 114 minutos. Classificação: 14 anos).

Dia 19 (quinta) – A Pele que Habito – Antonio Banderas interpreta Robert, um obcecado cirurgião plástico que, após a morte de sua esposa num acidente, concentra todas as suas energias e conhecimento na criação de uma pele com a qual ela poderia ter sobrevivido. Após 12 anos de estudos, ele consegue criar em seu laboratório um tecido sensível ao toque, mas resistente a qualquer tipo de agressão. Porém, para chegar num resultado perfeito, seria necessária uma cobaia humana, além de um cúmplice e uma grande dose da falta de escrúpulos. (La Piel que Habito, 2011. Duração: 120 minutos. Classificação: 16 anos).

 

 

As exibições são gratuitas e começam sempre às 19 horas. O Museu da Imagem e do Som fica no Memorial da Cultura, na Avenida Fernando Correa da Costa, 559, 3º andar.

 

TV Brasil