Até 23.06 – Abertas inscrições para Mostra Competitiva do Festival de Cinema Universitário

 

Até 23 de junho, estão abertas as inscrições para a Mostra Competitiva do Festival de Cinema Universitário – Desver. O evento é realizado pelo Curso de Audiovisual da Faculdade de Artes, Letras e Comunicação e também integra a programação do Festival Mais Cultura, realizado anualmente pela UFMS (Universidade Federal de Mto Grosso do Sul).

 

“O Desver nasce em 2019, com o próprio Curso de Audiovisual da UFMS. O curso foi criado para atender uma demanda local, com perfil extensionista, com projetos que visavam a um grande público, incentivando a promoção da cultura em Campo Grande”, salienta o coordenador do Festival, professor Julio Bezerra.

 

Os interessados devem acessar a página do Desver, preencher e enviar o formulário e encaminhar, por e-mail, os materiais solicitados.

13 a16.05 – Programação dos 10 anos do Brasileirão do Laço Comprido do CLC

P

rometendo ser um dos maiores eventos voltados para o mundo sertanejo que já aconteceram em Campo Grande, o CLC – Circuito de Laço Comprido realiza de 07 a 16 de junho o Brasileirão do Laço Comprido, que comemora 10 anos em 2024, com uma programação repleta de atrações para toda a família, como rodeio em touros, encontro de camionetes e shows especiais.

 

A 2ª etapa do CRT – Circuito de Rodeio em Touros CLC acontece nos dias 13, 14, 15 e 16 de junho. A competição promete ser um espetáculo à parte com touros e peões dando show de competitividade. Nos dias 13 e 16, a entrada é franca e nos dias 14 e 15, ela custa R$ 30,00, dando acesso ao rodeio e ao baile e podendo ser adquirida na hora.

 

E para animar os frequentadores do Coliseu do Laço, haverá baile de 13 a 16 de junho. No dia 13, feriado de Santo Antônio, a música estará por conta do grupo Encanto da Natureza e a entrada será gratuita, no dia 14, sexta-feira, três atrações esperam pelo público: Carla & Junior, Marlon Maciel e Grupo Trem Pantaneiro, o valor da entrada é R$ 30 e dá acesso ao rodeio e ao baile.

 

No sábado, Modão & Moagem e o grupo Encanto da Natureza prometem tocar até de madrugada. O valor da entrada é R$ 30 e dá acesso ao rodeio e ao baile.

 

Já no domingo, com entrada franca, o Gerson vai mostrar o poder da sua sanfona pros baileiros de plantão. E a entrada será franca.

 

 

O CLC reforça que nos dias 13 e 16 (quinta e domingo), a entrada será gratuita, já nos dias 14 e 15, o ingresso será vendido na hora e custará R$ 30,00 por pessoa, dando acesso ao rodeio e ao baile.

No dia 15 de junho, a partir das 9 horas, acontece a Arena Off Road CLC numa pista totalmente nova e que trará muita emoção para quem for participar e assistir. Os ingressos serão vendidos na hora, o valor é R$ 20,00 por carro, mas quem quiser ir só para assistir não paga entrada.

 

E não vai faltar laço comprido nesse Brasileirão, afinal são dez da competição que reúne os melhores laçadores do país.

 

 

Dia 13 de junho tem a prova Individual Amador com premiação de R$ 50.000,00. No dia 14, acontecem as provas da dupla e trio amador, com premiação de R$ 25.000,00 cada. Além disso, acontecerá a Rainha do Laço que irá reunir 120 laçadoras de todo o país para disputarem as provas quarteto, individual e dupla. As provas começam às 17h30 e as meninas prometem dar um show de esportividade.

 

No sábado, dia 15, continuam as provas do quinteto e categoria de base e a grande final acontece no domingo, dia 16 de junho, com as disputas das taças de latão, bronze, prata e ouro e a grande disputa da Seleção dos Estados.

 

16.06 – Projeto Som da Concha traz show especial do Fronteira Guarani

 

O projeto Som da Concha vai oferecer à população um show gratuito de abertura com o grupo Fronteira Guarani no próximo domingo, 16 de junho, às 18 horas, na Concha Acústica Helena Meirelles.

 

‘Fronteira Guarani’ reúne quatro artistas de MS, Alzira E, Marina Peralta, Brô MCs e Hermanos Irmãos apresentam a música contemporânea sul-mato-grossense em espetáculo já realizado no Teatro da Caixa Cultural em Curitiba.

17.06 – Movimento Concerto recebe a Orquestra Sinfônica de Campo Grande no Teatro Glauce Rocha

 

Na segunda-feira, 17, a partir das 20h, o Movimento Concerto promove apresentação da Orquestra Sinfônica de Campo Grande, com regência do maestro Eduardo Martinelli, no Teatro Glauce Rocha. A entrada é gratuita, aberta a toda a comunidade e os ingressos podem ser reservados aqui.

 

Nesta edição, a apresentação anuncia ainda a temporada de 2024 da 10ª edição do Encontro com Música Clássica, que será realizado a partir de agosto. Em 2023, o evento reuniu cerca de 200 artistas, entre orquestras, coros, solistas de diversas regiões do Brasil e variadas formações camerísticas na Cidade Universitária.

19.06- Companhia de Dança do Pantanal e Orquestra de Câmara do Pantanal se apresentam em SP

“Guadakan” é um espetáculo de dança contemporânea com trilha sonora executada ao vivo por uma orquestra, que exalta a biodiversidade do Pantanal, sua essência e a sabedoria de sua ancestralidade, clamando pela urgência de sua preservação para o bem da Humanidade. 

 

 

A Companhia de Dança do Pantanal ( @ciadedancadopantanal ) e a OCAMP Orquestra de Câmara do Pantanal ( @ocampms ) desembarcam em São Paulo para uma turnê inédita do espetáculo “Guadakan”. O espetáculo é uma   criação do Instituto Moinho Cultural Sul-Americano ( @moinho_cultural ), de Corumbá (MS), organização da qual ambos os coletivos fazem parte.

 

No dia 19 de junho, às 14h30min, com entrada gratuita, “Guadakan” será apresentado no Teatro CEU Vila Alpina / Vila Prudente ( @ceuvilaprudentevilaalpina )  – Profª Virgínia Leone Bicudo, na Zona Leste de São Paulo. A apresentação contará com audiodescrição e tradução em Libras.

 

Concebido a partir de um mito indígena Guató, uma etnia estabelecida na fronteira do Brasil com a Bolívia, o espetáculo “Guadakan” conta uma história que ressalta a necessidade da preservação do Pantanal e toda a sua biodiversidade, principalmente no atual momento vivido pela Humanidade, com diversos tipos de mudanças e emergências climáticas.

(crédito – Ribalta bean)

“Esse espetáculo, em especial, surge a partir do momento em que vivemos as queimadas no Pantanal. A gente não respirava. A partir disso, procuramos histórias para falar dessa questão espiritual da região”, comenta a Companhia de Dança do Pantanal.

 

Unindo dança contemporânea e música, com uma trilha sonora executada ao vivo pela OCAMP – Orquestra de Câmara do Pantanal, a montagem faz uma viagem às origens dos povos do Pantanal, buscando a sabedoria dessa ancestralidade, que atravessa gerações, para revelar alertas.

 

“Os povos originários aprenderam e passaram a ensinar quem são os verdadeiros donos do Pantanal. Seres não humanos, sobrenaturais ou divinos, que devem ser respeitados e exigem condutas éticas para que ali todos possam viver em equilíbrio com os recursos por eles oferecidos. Quando se quebram regras, punições serão proferidas”, explica a direção.

 

Com oito bailarinos em cena, o espetáculo discorre sobre o mito Guadakan, o espírito do Pantanal.

 

A concepção cênica e direção geral é de Márcia Rolon, os arranjos e adaptação musical de Eduardo Martinelli. A regência fica por conta de José Maikson Amorim Alves, a narração do mito por Arce Correia, a coreografia é de Chico Neller, os figurinos de Luiz Gugliatto, e a produção local, na cidade de São Paulo, será realizada por Suelen Garcez.

Márcia Rolon explica que o espetáculo é intenso e necessário. “Vivenciamos nesta década as maiores queimadas já registradas no Pantanal. O Brasil, agora, já se prepara para sediar a COP30. O mundo discute o aquecimento global e os impactos sobre as nações. E o Pantanal clama por socorro. Como pantaneiros e sul-mato-grossenses, sabemos da urgência de olhar para o que é nosso e de todos os brasileiros. Por meio da arte e toda a provocação que ela carrega consigo, estamos rompendo os espaços para lembrar a todos de que o Pantanal precisa de nós”, destaca.

 

“Guadakan”, adaptado para ser apresentado em formato de turnê, já foi visto por mais de 4 mil pessoas em cidades como Corumbá, Campo Grande, Dourados e Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro.

O patrocínio master é do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, além do patrocínio da LHG Mining, BTG Pactual e Too Seguros. O projeto tem parceria com Criança Esperança, J.Macêdo, Fecomércio – Sesc, Sicredi, Sebrae e Sesi, apoio cultural Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul e Governo do Mato Grosso do Sul, parceria institucional da Prefeitura de Corumbá, Prefeitura de Ladário, Prefeitura de Puerto Suárez, Prefeitura de Puerto Quijarro, Instituto Homem Pantaneiro, IFMS, UFMS, Acaia Pantanal e outros doadores pessoa física e jurídica. Em São Paulo, o projeto tem apoio da Prefeitura de São Paulo, Instituto Baccarelli e CEU Vila Alpina / Vila Prudente – Virgínia Leone Bicudo.

Fotos: Pedro Cleve

13.06 – MPB com Karina Marques no Som do Sesc

 

Nesta quinta-feira, 13, é dia de Som do Sesc e quem se apresenta desta vez é a cantora Karina Marques. A ação é  parceria do  Sesc Cultura, integrante do Sistema Comércio, com o Shopping Norte Sul Plaza.

 

O show começa às 19 horas, na praça de alimentação, aberto ao público. Além de boa música autoral, Karina leva em seu repertório muito som regional e interpretações de canções consagradas. O show começa com sotaque bem brasileiro do MPB, samba, afoxé, salsa e forró nordestino. Depois, avança para o folk, blues e rock.

12.06 – Karina Marques e Duo Musim embalam o Palco Sesc no Dia dos Namorados

 

Na noite mais romântica do ano, o Dia dos Namorados, 12 de junho, o Palco Sesc irá realizar dois shows musicais no Shopping Campo Grande. Na praça de alimentação, a partir das 18h30, quem embala o Palco Sesc é a cantora  Karina Marques, com sua voz doce e marcante.

 

Além de boa música autoral, Karina leva em seu repertório muito som regional e interpretações de canções consagradas. O show começa com sotaque bem brasileiro do MPB, samba, afoxé, salsa e forró nordestino. Depois, avança para o folk, blues e rock.

 

 

A partir das 19h, na alameda, entre o Madero e o Outback, haverá show do Duo Musim. Desde Elvis Presley à Tom Jobim, os jovens músicos trazem à tona sentimentos e sensações das canções mais românticas do Brasil e do mundo.

 

O Palco Sesc é uma ação do Sesc Cultura, integrante do Sistema Comércio, em parceria com o Shopping Campo Grande.

9.05 – Jonavo no Festival Etnocultural dos Ervais em Ponta Porã

 

O cantor e compositor Jonavo desembarca em Ponta Porã com sua “Revoada Acústica”. Neste show, o artista não só interpreta clássicos do folk nacional e internacional, como também compartilha a história, percorrendo as origens e os grandes nomes do estilo musical. A apresentação será neste domingo (9) na praça Pedro Manvailer, parte da programação do Festival Etnocultural dos Ervais. O show tem apoio do Governo de Mato Grosso do Sul por meio da Fundação de Cultura.

 

“Revoada Acústica” é um mergulho emocional na música folk. Neste show solo, o artista tece uma tapeçaria sonora com sua voz envolvente e a delicada harmonia do violão e do bandolim. Em uma atmosfera intimista, Jonavo interpreta clássicos do gênero e as canções marcantes de seu DVD homônimo, criando conexões que ressoam profundamente no público de sua terra, após várias temporadas fora, em turnês pelo Brasil e Estados Unidos. A performance é uma experiência única e cativante que celebra a riqueza cultural e musical do nosso estado.

9.06 – Edição de junho do “MS ao Vivo” terá Zeca Baleiro e Chico César

 

A próxima edição do “MS ao Vivo”, no dia 9 de junho, vai ser de muita MPB e música regional no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande. O cantor e compositor Zeca Baleiro subirá ao palco com Chico César, apresentando seu novo álbum “Ao Arrepio da Lei”.

 

A abertura fica por conta de Jerry Espíndola, com o show 40 Tons, a partir das 17h. A entrada é gratuita. O projeto é realizado pelo Governo do Estado, por meio da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul) e Setesc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura), em parceria com o Sesc-MS (Serviço Social do Comércio).