Semana do Cinema Brasileiro no MIS tem formato online, clássico premiado e debates

A sétima arte vai ganhar programação especial em comemoração ao Dia do Cinema que é celebrado no dia 19. Até o dia 18 (sexta-feira) a Fundação de Cultura do Estado, através do Museu da Imagem e do Som promoverá palestras, exibição de curtas e o lançamento do Cine Aves, em parceria com o Instituto Mamede.

 

Em virtude da Pandemia, o evento vai trocar a exibição de filmes e realização de debates de forma presencial pela programação totalmente online e interativa. Serão cinco dias de atividades, discussões e vídeos para agradar cinéfilos de várias gerações.

 

O programa inclui, por exemplo, a exibição de um clássico do cinema nacional – o filme “Limite” de 1932   dirigido pelo poeta e romancista Mário Peixoto. O longa, considerado à época além do seu tempo, foi eleito pela Abraccine como o melhor filme nacional já produzido no Brasil. O enredo conta a história de duas mulheres e um homem que dividem um barco à deriva com efeitos visuais inventivas e desconcertantes, segundo a crítica.

 

Após a exibição do filme o professor doutor da USP, Rubens Machado, debaterá o tema “O lugar de Limite na história do cinema” com os alunos da UFMS.

 

Aproveitando a Semana do Cinema Brasileiro o MIS também vai lançar a terceira edição do concurso de vídeos “Cine Aves”, que pulou a edição de 2020 para retornar com toda a força neste ano. Já estão na fila de inscrições centenas de vídeos caseiros de até 5 minutos, feitos por observadores de aves.

 

Toda a programação foi pensada e elaborada pela equipe técnica do MIS junto com a UFMS.

 

Confira a programação:

Dia 15/06 – 8h
Mostra Cinema e Literatura de MS: Curtas realizados através da Lei Aldir Blanc – Curadoria Melly Sena, Marineti Pinheiro e Marcos Pierry
Transmissão: youtube.com/fundacaodeculturamsoficial

Dia 16/06 – 19h
Reabertura do Concurso Repensar e Reimaginar o MIS
Live com Kezia Miranda (CineCafé) e Marinete Pinheiro (MIS)
Transmissão: LIVE Instagram #fundacaodeculturams

Dia 17/06 – 19h
Lançamento do Cine Aves 2021
Live com Simone Mamede (Instituto Mamede) e Eduardo Romero (Secretário Adjunto Secic)
Transmissão: LIVE Instagram #fundacaodeculturams

Dia /06 – 19h 
Live: O Lugar de Limite na História do Cinema
com Prof. Dr. Rubens Machado  (USP).
Debatedores: Profa. Dra. Daniela Siqueira  (UFMS) | Prof. Dr. Marcos Pierry 
Abertura: Marineti Pinheiro
Pagina do Facebook da FCMS

Sesc Cultura discute práticas socioambientais domésticas no Café com Keyla, na terça-feira

É possível contribuir com o meio ambiente e o planeta por meio de práticas domésticas simples e este é o tema do  Café com Keyla do dia 15 de junho, terça-feira, às 9 horas, com transmissão pelo Facebook do Sesc Cultura. O bate-papo será com a engenheira ambiental Priscilla Quevedo.

 

O Café com Keyla integra as ações voltadas ao grupo de convivência do Sesc. É realizado todas as terças-feiras com ações virtuais para aproximar e levar informações ao público da terceira idade.

 

A ação social do Sesc MS já existe desde 1982. Ações que integram e inserem a prática de atividades artísticas e físicas na rotina dos idosos.

 

O Sesc Cultura está localizado na Avenida Afonso Pena, 2270 – Centro, Campo Grande – MS. Informações pelo telefone (67) 3311-4300 ou pelo WhatsApp (67) 3311-4417. Acompanhe as ações do Sesc Cultura @sescculturams e Facebook/sescculturams.

Arquivo Público Estadual de Mato Grosso do Sul lança aplicativo sobre história regional

Para finalizar a 5ª Semana Nacional de Arquivos deste ano, o Arquivo Público Estadual de Mato Grosso do Sul lançou na sexta-feira (11) o aplicativo “MS Origens”. Essa é a primeira ação do tipo promovida pelo Arquivo. Já há alguns anos a equipe vem desenvolvendo outros materiais de divulgação de pesquisas realizadas na instituição de salvaguarda, contando atualmente com quatro exposições itinerantes que já circularam por todo o estado atendendo demandas de escolas, universidades e instituições culturais.

 

Pelo aplicativo “MS Origens”, disponibilizado gratuitamente pela plataforma Netlify, o usuário poderá conhecer aspectos da história regional de Mato Grosso do Sul, com informações que contemplam ocupação territorial ancestral e as frentes migratórias, por exemplo.

 

O lançamento do aplicativo foi a ação que finalizou as atividades da Semana Nacional de Arquivos de 2021. Já em sua 5ª edição, este ano a Semana ocorreu com o tema “Empoderando Arquivos”. A programação estadual contou com o lançamento de vídeo sobre o trabalho em arquivos no estado, além de podcast tratando da transição analógica para a digitalização de arquivos, finalizando com o lançamento do aplicativo “MS Origens”. O material disponibilizado pode ser consultado nas mídias sociais da Fundação de Cultura MS e também pelas instituições parceiras.

 

A Semana faz parte das ações previstas pelo Arquivo Público Estadual de Mato Grosso do Sul (APE/MS), integrando a Semana Nacional de Arquivos que é um evento idealizado pelo Arquivo Nacional e pela Fundação Casa Rui Barbosa, e ocorre anualmente em alusão ao Dia Internacional dos Arquivos, comemorado em 9 de junho.

 

É também integrante de uma programação internacional estabelecida pelo Conselho Internacional de Arquivos (ICA). O Arquivo Público Estadual sempre participa desta programação, ofertando palestras, cursos, formações e exposição para a sociedade, mas devido a pandemia do Coronavírus, esse será o segundo ano que acontece exclusivamente por meio virtual.

 

A realização e execução são do Arquivo Público Estadual de MS e do Arquivo Histórico de Campo Grande (ARCA), contando com a parceria e participação da Coordenadoria Especial de Gestão Documental/SAD; Sectur/Prefeitura Municipal de Campo Grande; Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS e SBT/MS.

 

Para baixar o app, clique aqui.

Diversões em dobro: no sábado, oficinas infantis do Sesc Cultura se inspiram nas cores e formas

Neste sábado, 12 de junho, a programação infantil do Sesc Cultura tem diversão em dobro, com postagem de duas oficinas nas redes sociais @sescculturams e Facebook/sescculturams. As postagens são feitas sempre aos sábados, às 9 horas.

 

A oficina “A arte de Dalí e o barco de borboletas”, tem o mar como temática, inspirada na obra de Salvador Dalí. As crianças vão confeccionar um barco tridimensional e surreal com borboletas  ao invés de velas. Para isso, é preciso ter em casa os seguintes materiais: 1 Caixa de leite ou suco vazia, 1 Tesoura sem ponta, 1 Caixa de tinta guache, 1 Canetão preto, 3 Palitos de churrasco, Cola quente, Pedaços de papelão, Pedaços de papéis coloridos.

 

Também tem oficina de dança infantil “As Cores e a Dança”, explorando o sensorial dos pequenos.  A oficina vai trabalhar as cores, seus significados e movimentos que podem corresponder às sensações das crianças.

Circuito de autores: em junho, Sesc Cultura tem Clube de Leitura e Arte da Palavra

Neste mês de junho a programação literária do Sesc Cultura tem dois encontros, no dia 19 de junho às 15h, o Encontro virtual Clube Sesc de Leitura, que vai debater a obra “Ele adora a desgraça azul” e o outro no dia 24, às 19h, o Projeto Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras 2021 terá o “Circuito de autores”. Os encontros serão todos virtuais.

 

A obra escolhida para o Clube de Leitura de junho é assinada pelo escritor Henrique Pimenta e venceu o Prêmio Guavira de Literatura. São 23 contos ambientados em Campo Grande, dentre outras localidades sul-mato-grossenses, e em algumas poucas cidades na região do Vale do Paraíba. As histórias apresentam personagens que se assemelham a pessoas normais, ou seja, gente bastante estranha, gente que não se importa em ser desagradável e repulsiva quando seu desejo assim determina.

 

Os encontros virtuais do Clube Sesc de Leitura acontecem pelo Google Meet e discutem obras escolhidas pelos próprios participantes, explorando diferentes gêneros literários como contos, romances, crônicas, poesia e também a leitura de autores locais. Para participar é necessário ter idade mínima de 16 anos e ter um e-mail gratuito Gmail e acessar o link meet.google.com/vqb-vuou-uft

 

Circuito de Autores

 

O tema será “LITERATURA NEGRA BRASILEIRA – A ESCRITA FEMININA”, um encontro entre Miriam Alves (SP) e Taylane Cruz (SE) sobre a representatividade das mulheres afrodescendentes na literatura contemporânea. A mediação é de Susylene Dias de Araújo, que é doutora em Letras, estudiosa da poesia de Lobivar Matos, idealizadora do projeto Vozes Negras na Literatura. O encontro será no dia 24 de junho às 19 horas (horário de MS) no Facebook do Sesc Arte da Palavra.

 

Miriam Alves é Integrante do Quilombhoje Literatura, entre 1980 a 1989, publicou em Cadernos Negros, de 1982 a 2011, contos e poemas. Possui diversos trabalhos, (poemas, contos e ensaios), em antologias, teses e dissertações dentro e fora do Brasil. Ministrou curso de cultura e literatura negra na University of New Mexico, Albuquerque, USA, 2007, e como escritora visitante no Middlebury College, M.C., USA. Participa, frequentemente, de debates e palestras em universidades, escolas, saraus e feiras literárias. Publicou os livros Bará na trilha do vento (2015), Mulher Mat(r)iz (2011) e Brasilafro (2010).

 

Taylane Cruz é escritora e jornalista formada pela Universidade Federal de Sergipe. Autora dos livros “Aula de Dança e Outros Contos”(Infographics, 2015), A pele das coisas (Contos, Multifoco, 2018) e O sol dos dias (contos, Editora Penalux, a ser lançado no início de 2021). Taylane já colaborou com antologias como Senhoras Obscenas (Editora Benfazeja, SP) e Golpe: uma antologia-manifesto (Editora Nosotroseditorial, SP). Em 2019, participou do Fliaraxá como uma das escritoras convidadas para a mesa “Mulheres extraordinárias”, ao lado de várias outras autoras; a mesa teve curadoria da filósofa e escritora Márcia Tiburi. Criadora do projeto Entre a Pele e a Palavra: vivenciando a escrita de autoras negras. Foi uma das autoras convidadas para o Arte da Palavra 2020, circuito literário do SESC, considerado o maior do país; o circuito leva autores de todo o Brasil para uma temporada de encontros e debates sobre literatura.

 

Ao longo deste ano, o Arte da Palavra terá participação de 40 artistas, entre eles escritores, poetas, ilustradores, narradores de histórias, slammers, performers, entre outros.  O projeto é composto por três circuitos: Criação Literária, oficinas de diversos temas, com o propósito de estimular a prática da escrita literária; Circuito de Autores, palestras e bate-papos com escritores de localidades diferentes sobre os processos de produção de suas obras; Circuito de Oralidades, apresentações dos diferentes estilos da manifestação verbal literária.

 

 

Escultor e presidente da Fundação Estadual de Cultura vistoriam estátua Manoel de Barros

Inaugurada em dezembro de 2017, a estátua em homenagem ao poeta Manoel de Barros, de autoria do artista campo-grandense Ique Woitschach, foi vandalizada no dia 19 de abril deste ano. Localizada no canteiro central da Avenida Afonso Pena, no cruzamento com a Rua Rui Barbosa, a obra feita em tamanho real do poeta, teve seu pé arrancado.

 

Desde então, a equipe da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) e da Secretaria Estadual de Cidadania e Cultura (Secic), tem estudado a melhor forma de revitalizar a estátua. “Estávamos aguardando a visita do Ique e hoje ele pode estar aqui, para verificar de perto sua obra e discutir a melhor forma de revitalizá-la”, afirmou o diretor-presidente da FCMS, Gustavo de Arruda Castelo.

 

Ele e o artista verificaram de perto a situação da estátua. “Conversamos sobre a revitalização da obra e, também, de como pode ter ocorrido sua depradação”, disse Castelo. “Segundo o Ique, o pé pode ter sido arrancado com o auxílio de um guincho”, continuou.

 

Sobre a segurança da obra, o presidente da Fundação de Cultura disse que ele, o secretário estadual de Cidadania e Cultura, João César Mattogrosso e o secretário municipal de Cultura e Turismo, Max Freitas, estão conversando sobre a realização do espaço do poeta Manoel de Barros. “Estamos estudando a possibilidade de fazermos um local revitalizado, com ornamentação, piso e camêras de segurança para que a estátua tenha segurança e a visibilidade que a memória de Manoel de Barros merece”, declarou.

Cine Sesc exibe drama Kids return – De volta às aulas, do diretor japonês Takeshi Kitano

Nesta semana o Cine Sesc, do Sesc Cultura, exibirá nas sessões desta terça-feira,  8 de junho, às 19 horas e  quinta-feira, dia 10, às 15h e 19 horas, o drama Kids return – De volta às aulas (1996), do diretor japonês Takeshi Kitano.

 

Shinji e Masaru são amigos de colégios que passam seus dias aterrorizando os colegas, pregando peças e indo ao cinema. Eles decidem largar a escola e fazer fortuna no mundo “real”: Shinji se torna um boxeador pé-de-chinelo, enquanto Masaru se une à Yakuza. Ao longo dos anos, eles alcançam certo sucesso, mas sua natureza indisciplinada retorna para atormentá-los.

 

O mês de junho será dedicado à mostra de filmes de Takeshi Kitano , que se destaca nos gêneros gangster e policial, além de ser comediante, pintor, romancista e celebridade na televisão japonesa como apresentador. O público do Cine Sesc é limitado a 10 pessoas por sessão, para cumprimento das regras de distanciamento social e o uso da máscara é obrigatório.

 

O Sesc Cultura está localizado na Avenida Afonso Pena, 2270 – Centro, Campo Grande – MS. Informações pelo telefone (67) 3311-4300 ou pelo ou pelo WhatsApp (67) 3311-4417. Acompanhe as ações do Sesc Cultura @sescculturams e Facebook/sescculturams.

Cuidados com a pele: Boticário inova e lança sua primeira base com Vitamina C

Ter uma rotina de cuidados faciais é fundamental para manter a pele bonita e saudável, isso é fato e muitos já sabem. Agora, o Boticário uniu os cuidados com a pele à maquiagem, com a base queridinha de Make B. apresenta Make B. Base Vitamin C. Os cuidados com a pele em produtos para maquiagem é uma tendência que vem ganhando espaço no mercado de make.

 

Entre os benefícios da Vitamina C estão o combate ao envelhecimento da pele e aos radicais livres, além de manter um tom mais uniformizado da pele, já que a exposição aos raios UV e à poluição, contribuem para uma pele opaca e sem viço.

 

O lançamento tem textura suave, ação hidratante e acabamento natural para quem acredita que beleza e autocuidado devem caminhar juntos. Além das vantagens da formulação com a vitamina C, a Base Vitamin C da linha Make B. é a primeira base vegana com efeito glow da marca e livre de testes em animais, assim como todo o portfólio do Boticário. A base não transfere ou craquela, além de colaborar na diminuição de radicais livres. Como se já não fosse o suficiente, ela ainda é resistente ao suor e espalha facilmente. Mantendo a firmeza da pele e oferecendo um efeito saudável, a Base Líquida Make B. Vitamin C é sinônimo de inovação que não pode faltar no nécessaire.

 

Base Líquida Vitamin C Make B. já está disponível em todos os canais de venda da marca, incluindo as lojas físicas e no e-commerce, pelo no link https://www.boticario.com.br/ ou pelo app do Boticário, disponível para as versões Android e iOS. Também é possível fazer pedidos pelo WhatsApp através do número 0800 744 0010 – número oficial e seguro – diretamente na plataforma do dispositivo. Basta o cliente contatar a marca por esse número para verificar a disponibilidade na sua região. Há ainda a opção de contatar um revendedor da marca pelo endereço boticario.com.br/encontre.

 

Serviços:

Base Líquida Make B. Vitamin C 25gPreço Sugerido: R$ 79,90  

  • Fórmula vegana;

  • Oil Free;

  • Resistente ao suor;

  • Não marca ou craquela

  • Fácil de espalhar

  • Acabamento luminoso com efeito glow e de viço;

  • Uniformiza o tom da pele;

  • Oferece efeito de pele saudável

  • Disponível em 14 tons

 

Fonte; Sato Comunicação

Como Gerar Recursos para Organizações no período de Pandemia é tema de palestra

De acordo com o estudo Impacto da COVID-19 nas Organizações da Sociedade Civil Brasileiras (OSCs) 73% relatam que foram impactadas e a crise as enfraqueceu muito ou parcialmente e para tratar desse assunto, no dia 09 de junho o Mesa Brasil Sesc recebe o assistente social Igor Silva para a palestra “Como Gerar Recursos para Organizações da Sociedade Civil no período de Pandemia”. A palestra será realizada no Mesa Brasil Sesc em Campo Grande, na Rua Joel Dibo, 32, às 13h30min.

 

Por um lado, é possível observar o aumento da filantropia, por outro, as Organizações, apesar de serem importantes para fazer com que as doações cheguem a quem mais precisa, estão enfrentando desafios quando o assunto é a sua sustentabilidade.

 

Por meio de leis e decretos expedidos no contexto da pandemia de COVID-19, muitas Organizações são consideradas serviços essenciais por prestarem atendimentos nas áreas da saúde ou serviço social. Mesmo em funcionamento, muitas OSCs estão enfrentando inúmeras dificuldades, desde seu financiamento até a falta de condições para a prestação adequada dos serviços.

 

 

Informações pelo telefone (67) 3311-4300. Acompanhe as ações do Programa Mesa Brasil Sesc no Mato Grosso do Sul pelas redes sociais @mesabrasilsescms e Facebook.com/mesabrasilsescms.