17.05 – MIS exibe primeira animação japonesa a ganhar um Oscar, A Viagem de Chihiro

 

O Museu da Imagem e do Som (MIS), unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), em parceria com o CineClube e a “Casa do Kame”, exibirá o filme A Viagem de Chihiro, nesta sexta-feira, 17 de maio de 2024 às 19h.

 

O filme a ser exibido é a jóia da coroa do consagrado Studio Ghibli. Fundado em 1985 por Hayao Miyazaki, junto com Isao Takahata e Toshio Suzuki, ao longo dos anos o estúdio de animação tornou-se um dos maiores símbolos do imaginário e da cultura pop japonesa das últimas décadas.

 

Entre os sucessos do estúdio podemos citar “Meu amigo Totoro” (1988) e “Princesa Mononoke” (1997). Em 2001 é lançado “A Viagem de Chihiro”, que em 2002 levou o aclamado crítico norte-americano Roger Ebert escrever que Miyazaki poderia ser o melhor cineasta da animação da história. O filme receberia o Oscar em 2003, na categoria “Melhor Animação”.

 

Sucesso de público e de crítica, o longa foi a primeira animação japonesa a ganhar um Oscar e a maior bilheteria da história do país até 2016, quando perdeu o título para a animação Your Name, de Makoto Shinkai.

 

Os filmes do Studio Ghibli têm uma combinação bastante singular no cinema mundial: misturam temas do folclore japônes, a uma atmosfera surrealista e elementos da cultura pop dos animes. Criando personagens cativantes, ora misteriosos, engraçados, ora enigmáticos e estranhos.

 

O CineClube abordará a relevância da obra, destacando a sua influência no cenário mundial. Os estúdios Ghibli ganharam uma proporção ao ponto de ser chamada de Estúdios Disney Japonês, tendo até mesmo ganhado um parque temático em 2022 no Japão. Com uma mitologia própria e estilo inconfundível, seus filmes tem ganhado cada vez mais prêmios importantes, como o recente Oscar de 2024 pela animação O Menino e a Garça.

 

Sinopse do filme: Chihiro é uma garota de dez anos que acredita que todo o universo deve atender aos seus caprichos. Ao descobrir que vai se mudar, ela fica furiosa. Na viagem, Chihiro percebe que seu pai se perdeu no caminho para a nova cidade, indo parar defronte um túnel aparentemente sem fim, guardado por uma estranha estátua. Curiosos, os pais de Chihiro decidem entrar no túnel e Chihiro vai com eles. Chegam numa cidade sem nenhum habitante e os pais de Chihiro decidem comer a comida de uma das casas, enquanto a menina passeia. Ela encontra com Haku, garoto que lhe diz para ir embora o mais rápido possível e ao reencontrar seus pais, Chihiro fica surpresa ao ver que eles se transformaram em gigantescos porcos. É o início da jornada de Chihiro por um mundo fantasma, povoado por seres fantásticos, no qual humanos não são bem-vindos.

 

 

  • Filme e debate: A Viagem de Chihiro (Japão/2001/ Animação/Aventura/Família/Fantasia /Mistério, Livre/2h05min’)

  • Data: 17 de maio de 2024

  • Horário: 19 horas

  • Local: Museu da Imagem e do Som de MS

  • Av. Fernando Corrêa da Costa, 559, 3º andar

  • Entrada franca

  • Informações: (67) 3316-9178