O Som da Concha deste sábado, 02 de outubro, terá Femme Lounge e Ton Alves

– O Som da Concha deste sábado, 02 de outubro, traz a pegada pop e soul do duo Femme Lounge, às 18 horas, e MPB, R&B com Jazz e solos de guitarra de Ton Alves, às 19 horas.

 

O Show Quimera é a revelação das personalidades artísticas do duo Femme Lounge, com músicas autorais e dedicadas ao duo. O evento proporciona uma experiência intimista da textura voz e violão com foco nas influências das musicistas, a música instrumental com a violonista Laís e a mescla do universo pop e soul com a cantora Nária.

 

Femme Lounge é um duo de voz e violão de mulheres apaixonadas por canções da MPB, música instrumental. É formado por Nária Santos (voz) e Laís Fujiyama (violão e voz). O trabalho surgiu primeiramente nas redes sociais e começou a conquistar seu espaço na cena da noite de Campo Grande. O encontro entre as duas artistas aconteceu no curso de música da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, quando Laís ministrou aulas de violão e outras disciplinas para Nária.

 

Em meados de 2020 resolveram iniciar o duo Femme Lounge, voz e violão com repertório eclético, mas com arranjos que demonstram o amor pela MPB e pela música instrumental. Alinhadas nas questões artísticas e de gênero, o duo vem trabalhando sua identidade com músicas autorais que mesclam o universo musical das duas artistas.

 

Ton Alves apresenta seu show Bad in House que é uma mistura de MPB, R&B com Jazz e solos de guitarra. O show declama em cada canção com solos potentes toda intensidade dessa mistura viciante.

 

Foto: Lorrayne Rosa

 

De Campo Grande – MS surge Ton Alves, cujo show traz canções que são quase todas de sua autoria. O cantor já participou de grandes festivais, como: Festival de Inverno de Bonito – MS, Virada Cultural – SP e prêmios como o Guitar Day. Em seus singles já contou com a participação do duo 2de1 e da cantora Marina Peralta.

 

Ton Alves é uma das apostas do selo 3SONS, e lançou recentemente o EP que leva o nome de seu projeto. O artista segue com uma pegada de Black Music e R&B com Bad in House.

 

Som da Concha – O projeto criado em 2008 pela Fundação de Cultura proporciona shows aos finais de semana com entrada franca na Concha Acústica Helena Meirelles, que fica no Parque das Nações Indígenas. O projeto valoriza e difunde a produção musical sul-mato-grossense, selecionando músicos instrumentistas ou cantores solos, bandas ou grupos musicais residentes em Mato Grosso do Sul.

 

Serviço – Devido à pandemia do Covid-19, a edição 2021 do projeto acontece de forma híbrida, com transmissão ao vivo pelo www.youtube.com/fundacaodeculturamsoficial e pelo Facebook da Fundação de Cultura de MS, e com público presencial com entrada liberada para 238 pessoas, marcados na arquibancada, por ordem de chegada. O show de abertura começa às 18 horas, e o show de encerramento, às 19 horas.

 

Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial visita comunidades quilombolas de MS

O Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Estado de Cidadania e Cultura (SECIC) e Subsecretaria de Políticas Públicas para Promoção da Igualdade Racial, recebeu na semana passada a visita do Secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SNPIR), Paulo Roberto, e do coordenador-geral de Políticas Étnico-Raciais da SNPIR, Vanderlei Lourenço.

O objetivo da vinda dos representantes do governo federal foi de conhecer pessoalmente a realidade das comunidades remanescentes de quilombo no Estado e fazer a divulgação da campanha nacional de adesão ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (SINAPIR). A recepção foi conduzida pelo secretário-adjunto de Cidadania e Cultura, Eduardo Romero, e pela subsecretária de Políticas Públicas para Promoção da Igualdade Racial, Ana José.

Na quinta-feira (23), a comitiva esteve na comunidade remanescente de quilombo Furnas da Boa Sorte, no município de Corguinho, a comunidade de mais difícil acesso do Estado, onde participou da entrega de cestas de alimentos e da pré-inauguração da sala da Coordenadoria de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial – Coopir/Corguinho.

Já na sexta-feira (24), a agenda foi na Associação dos Municípios do Mato Grosso do Sul (Assomasul), para discutir as políticas de promoção da Igualdade Racial para municípios sul-mato-grossenses, e na sequência a visita à comunidade remanescente de quilombo, Furnas do Dionísio, em Jaraguari.

“Nós lançamos um desafio ao secretário Nacional, de estar aqui conosco visitando a comunidade remanescente de quilombo de mais difícil acesso no Estado, e tivemos a grata surpresa do convite ser aceito. Aproveitamos a oportunidade, em parceria com a Assomasul, de realizar um encontro para apresentar e debater a importância do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial – SINPIR, precisamos fortalecer as políticas públicas de promoção da igualdade racial, e após esse período pandêmico estamos retomando nossas atividades presenciais”, ressalta a subsecretária de Políticas Públicas para Promoção da Igualdade Racial, Ana José.

Fazendo um balanço da visita, o secretário da SNPIR, Paulo Roberto, destacou que a visita possibilitou unir a viagem de trabalho ao prazer de conhecer Campo Grande e alguns municípios do Mato Grosso do Sul. “Fomos recebidos com muita hospitalidade e carinho e eu poderia dividir a minha visita aqui em dois momentos, o primeiro ponto foi o acompanhamento da distribuição das cestas, uma entrega importante que nos alegra muito, e a segunda diz respeito à autonomia das comunidades, o que a gente está procurando fazer no país inteiro com as políticas públicas e dar possibilidade para as comunidades de andar com as suas próprias pernas, e o que a gente viu foi uma demonstração das comunidades de querem trabalhar, que precisam de políticas públicas e nós ofertamos essa possibilidade que esse é nosso trabalho de fato, e no outro giro em uma outra comunidade então nós já vimos a comunidade andando com suas próprias pernas, produzindo também. Isso não significa que sejam comunidades riquíssimas, poderosíssimas do ponto de vista econômico, mas encaminhadas para o que nós queremos, nós queremos que cada vez menos a comunidade fique a depender de assistencialismo. ”

 

 

 

 

 

Já na agenda da Assomasul, o secretário destacou que “o ideário do SINAPIR, para além do que está dentro do estatuto da igualdade racial, além de ser uma questão normativa, porque isso aí não significa tanta coisa se não tiver eficácia social, a importância de se aderir a um sistema como esse é trazer pontos focais da política que é desenvolvida lá em Brasília para os municípios. Nós trabalhamos efetivamente para que as políticas do governo federal possam alcançar o munícipe onde ele vive”.

Enfermeira de MS recebe prêmio pelo trabalho na área de transplante de órgãos

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, indicou a enfermeira Jaqueline Foppa, de 31 anos, que atua no CIHDOTT (Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante), do Hospital da Vida de Dourados, para o prêmio “Destaque no Processo de Doação e Transplantes de Órgãos 2021”. Foppa fez a diferença quanto ao número de captação de doações de órgãos no seu município. Após a indicação, o Sistema Nacional de Transplante analisou e concedeu o prêmio de ‘Destaque de Pessoa Física’. O prêmio foi entregue ontem (27).

Para o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, a premiação concedida à profissional é motivo de felicidade e orgulho para o Estado. “Este prêmio representa o resultado de um trabalho realizado em equipe, principalmente, pela Central Estadual de Transplantes, este título representa o estímulo dos profissionais de saúde e aos constantes processos de conscientização da população. À enfermeira Jaqueline Foppa, meus sinceros agradecimentos pela dedicação e empenho”.

A coordenadora da Central Estadual de Transplantes da SES, Claire Miozzo, destaca que a realização anual desta campanha representa um ponto fundamental para esclarecimentos sobre a doação de órgãos e tecidos no país. “A campanha é uma oportunidade de sensibilizar mais pessoas para a causa tanto da população quanto dos profissionais em saúde. A Jaqueline realiza um trabalho formidável no Hospital da Vida e a sua dedicação e sensibilidade fizeram que o município captasse mais órgãos, graças ao trabalho realizado por ela”.

Jaqueline Foppa trabalha há quatro anos no CIHDOTT, do Hospital da Vida, se destaca no serviço de acolhimento e fala sobre a importância do engajamento de mais profissionais da saúde nesta corrente do bem. “A doação de órgãos é um gesto nobre que pode salvar vidas. Receber este prêmio é resultado de muito trabalho realizado e estímulo dos profissionais que comigo trabalham. Estendo essa premiação aos demais integrantes da CIHDOTT, do Hospital da Vida de Dourados, à Central Estadual de Transplante, que nunca mediram esforços para fazer parte deste trabalho e aos familiares das vítimas que permitiram que as doações acontecessem. Meu sentimento é de gratidão e alegria”.

O serviço de acolhimento é feito por pessoas treinadas, que passam por capacitações da Central Estadual de Transplantes, a fim da família entender todo o processo de morte encefálica e o direito de autorizar ou não a doação órgãos e tecidos. Assim, uma vez, confirmada a morte do doador, inicia-se uma corrida contra o tempo que envolve dois clínicos diferentes para confirmar o óbito, constatações de compatibilidade e contato com a família para oferecer o direito à doação. A partir daí acontece a sorologia, retirada e implante.

Setembro Verde

 

No mês de conscientização sobre a doações de órgãos e tecidos, o ‘Setembro Verde’ surge em alusão ao Dia Nacional do Doador de Órgãos, comemorado no dia 27 de setembro. Em Mato Grosso do Sul, 428 pessoas estão na fila de espera aguardando por um transplante de órgãos, sendo 277 pacientes à espera por uma córnea,147 por um rim e quatro por um transplante de coração.

Segundo levantamento realizado de janeiro a agosto de 2020 e 2021, pela Secretaria de Estado de Saúde, houve redução nos transplantes de coração e de rim no Estado. Em 2020, foram realizados três procedimentos e, neste ano, apenas um. Quanto aos transplantes de rim, no ano passado foram realizados 17 procedimentos e neste ano chegaram a sete. O transplante de córnea foi maior realizado neste ano em relação a 2020, foram 91 procedimentos contra 80 do ano passado.

Dourados deverá ter uma Organização de Procura de Órgãos e Tecidos (OPO) graças a parceria entre o Município, Governo do Estado e Governo Federal. Portaria publicada pelo Ministério da Saúde em agosto, estabelece um incentivo financeiro para a implantação da estrutura, que poderá ser instalada junto a uma unidade hospitalar a ser definida, podendo ser o Hospital da Vida, Hospital Evangélico ou outra. A decisão do Ministério da Saúde atende a uma solicitação da Secretaria Estadual de Saúde (SES), encaminhada pelo secretário Geraldo Resende, com base em proposta apresentada e pactuada em março do ano passado por meio da Comissão Intergestores Bipartite (CIB).

Além desta iniciativa, a Secretaria de Estado de Saúde, junto com o Hospital Adventista do Pênfigo de Campo Grande, realiza tratativas para a viabilidade de implantação do serviço de transplante renal e hepático em Mato Grosso do Sul. Objetivo é tornar o Estado referência em transplante de fígado e no tratamento a pacientes com doenças hepáticas.

Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Jr

A sul-mato-grossense Victoria Lopes Tosta, ao lado de Thainara Oliveira (RN), carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior 2021, em Cali, na Colômbia. A competição, que terá edição inaugural neste ano, reunirá atletas da categoria sub-13 (14 a 22 anos), de 25 de novembro a 5 de dezembro.

A jogadora, de 22 anos, natural de Ivinhema (MS), é contemplada pelo Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado administrado pela Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte). Ela e Thainara foram convocadas pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) na última semana.

Victoria Lopes é colecionadora de títulos de expressão do vôlei de praia brasileiro e internacional. Ela foi campeã do Mundial Sub-19 em 2016 (Chipre) e do Mundial Sub-21 em 2019 (Tailândia), dos Brasileiros Sub-21 das temporadas 2016 e 2019, do Circuito Challenger 2018, além de outras condecorações de peso.

No gênero masculino, o Brasil será representado pelos irmãos Rafael e Renato Andrew (PB). Além dos atletas, a entidade nacional também chamou técnicos que acompanharão as duplas na competição. Ariel Uchoa será o responsável pelo time feminino, enquanto Caio Bruno ficará com o masculino.

De acordo com a CBV, as vagas para o Pan Júnior foram conquistadas em julho, após duas etapas de eliminatórias disputadas em Assunção, no Paraguai. Na oportunidade, o Brasil disputou o torneio com Thâmela/Vitoria (ES/RJ) e Mateus Dultra/Johann (CE/RJ), faturando dois ouros no feminino, e um ouro e uma quinta colocação no masculino.

O Pan Júnior em Cali será o primeiro evento continental inteiramente destinado a atletas de 14 a 22 anos. Os medalhistas de ouro de cada modalidade serão qualificados para os Jogos Pan-Americanos de Santiago, previstos para 2023. Os organizadores aguardam mais de 3,5 mil atletas de 41 países competindo em 27 modalidades.

Clássico Nipônico: Ficção científica japonesa Akira em exibição no Cine Sesc

As últimas sessões de setembro do Cine Sesc, dias 28 e 30, serão da ficção científica Akira (1991), com direção de Katsuhiro Ôtomo. O anime é considerado por muitos fãs um dos maiores e mais influentes da cultura pop. As exibições ocorrem às terças, às 19 horas e quintas-feiras, às 15h e 19 horas, no Sesc Cultura. É obrigatório o uso de máscaras e o público é limitado a 14 pessoas. Os ingressos podem ser reservados antecipadamente pelo site Sympla.

 

Sinopse – Tóquio é quase completamente destruída após uma explosão misteriosa em 1988. Em seu lugar surge uma nova metrópole. Em meio ao caos, um jovem motoqueiro encontra uma criança com estranhos poderes fugida de um hospital onde era mantida como cobaia. Uma conspiração se revela.

 

A programação de setembro Cine Sesc foi às fronteiras nipônicas com um recorte de quatro clássicos representantes da cultura pop japonesa dos anos 80 e 90.

 

Serviço – O Sesc Cultura está localizado na Avenida Afonso Pena 2270 – Centro, Campo Grande – MS. informações: (67) 3311-4417 ou pelo WhatsApp (67) 3311-4417. Acompanhe as ações do Sesc Cultura @sescculturams e Facebook/sescculturams.

Fundação Nacional das artes distribuirá R$ 800 mil em prêmios para autores teatrais

A Fundação Nacional das Artes (Funarte), autarquia vinculada ao Ministério do Turismo, irá premiar 30 textos teatrais inéditos no âmbito do Bicentenário da Independência (1822-2022). As inscrições para o concurso ficarão abertas até o dia 3 de novembro para autores de todo país. Ao todo, estão sendo investidos mais de R$ 800 mil em 30 prêmios que serão divididos em duas categorias: quinze peças de teatro adulto e quinze de teatro para a infância e juventude.

 

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destacou a importância de se investir e reconhecer iniciativas cênicas que represente este momento tão importante para o nosso país. “Estamos prestes a completar 200 anos da independência e nada melhor do que apresentar isso através das artes, este setor que tanto contribui para a formação social e cultural do nosso país. Portanto, autores, participem desta excelente iniciativa que estamos propondo e que contribuirá para a história do país”, disse.

 

Para o Secretário Especial da Cultura, Mario Frias, o objetivo é resgatar o imaginário público de todos os grandes heróis da nossa independência. “O nosso compromisso é levar cultura para todos os brasileiros, para o homem comum, cuidar da nossa história e a comemoração do Bicentenário da Independência é um evento que é de todos os brasileiros”, disse.

 

Em cada categoria serão premiadas três obras de cada uma das cinco regiões do País, na seguinte ordem: o primeiro colocado receberá R$ 35 mil; o segundo, R$ 25 mil; e o terceiro, R$ 20 mil. O edital também prevê a publicação de uma coletânea on-line das obras selecionadas, na página da Funarte.

 

Podem concorrer brasileiros natos ou estrangeiros naturalizados, com idade igual ou superior a 18 anos. Quatro critérios serão considerados na avaliação das obras: abordagem da temática dos 200 Anos de Artes no Brasil – Bicentenário da Independência do Brasil; estrutura do texto e linguagem; originalidade; e potencial de montagem. Não serão aceitas obras póstumas e adaptações de textos de outro autor. Serão inabilitados os textos escritos à mão.

 

 

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Governo federal revitalizará Memorial das Baianas de Acarajé, em Salvador

A população e os turistas que forem a Salvador (BA) terão em breve um novo e revitalizado Memorial das Baianas de Acarajé. Com um investimento de mais de R$ 384 mil do Ministério do Turismo, o local passará por melhorias que valorizarão sua estrutura, resgatarão a função do espaço para a exposição permanente da história das quituteiras e darão mais conforto a quem visitar o espaço. A expectativa da Prefeitura Municipal de Salvador é de que a obra seja concluída até novembro deste ano.

 

Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, os investimentos que estão sendo realizados pela Pasta irão aprimorar a experiência dos turistas em nossos atrativos. “Um espaço como este, que conta a história e a cultura de um povo, precisa desse recurso e de investimentos que preservem e que deem conforto aos nossos turistas. Como temos observado, é cada vez maior a busca por turismo de experiência, e essa será imperdível, tenho certeza disso”, declarou.

 

Entre as benfeitorias a serem realizadas, estão a substituição de toldo, execução de paisagismo, troca das instalações elétricas e hidráulicas, iluminação cênica, serviço de drenagem pluvial e instalações de combate a incêndio e segurança. De acordo com a prefeitura, o objetivo da obra é proporcionar conhecimento e informações de interesse geral da população e dos turistas, além de estimular a geração de emprego, renda e o empreendedorismo. Com a revitalização, será criado um espaço para a comercialização de adornos, roupas e lembranças ligados ao ofício das baianas.

 

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, destacou a importância da obra para a cultura e o turismo do destino. “A cidade tem uma história marcada pela influência e tradição da cultura afro. Sem dúvidas, as baianas de acarajé são um dos principais símbolos. Este memorial será visitado não apenas por nós, soteropolitanos, mas também por milhares de turistas que vierem a Salvador”, concluiu.

 

Localizado na Praça da Sé, ao lado do Monumento da Cruz Caída, o Memorial das Baianas de Acarajé faz parte de um tradicional conjunto de atrativos, que inclui o Museu da Misericórdia, o Elevador Lacerda, a Casa do Carnaval da Bahia e a Catedral Basílica, entre outros pontos turísticos. Inaugurado em 2009, o espaço tem a missão de difundir conhecimentos associados ao ofício das baianas, reconhecido, em 2015, como Patrimônio Cultural Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

 

FONTE: MTUR

Startup nacional oferece ferramenta de pesquisa em turismo a destinos brasileiros

Em homenagem ao Dia Mundial do Turismo (27.09), a startup brasileira Smart Tour vai oferecer a destinos nacionais a oportunidade de experimentar uma ferramenta inovadora de captação de dados do setor. Durante seis meses, cinco cidades – uma de cada região do país – poderão utilizar, gratuitamente, a Smart Survey, plataforma que realiza pesquisa de Demanda Turística de forma 100% digital. A solução foi a grande vencedora na categoria “Tecnologia no Turismo” do Prêmio Nacional de Turismo de 2019, promovido pelo Ministério do Turismo em parceria com o Conselho Nacional de Turismo (CNT).

 

Gestores públicos de turismo podem inscrever suas cidades até às 18h do dia 25 de setembro, clicando AQUI e o resultado será divulgado no dia 27 de setembro. Os municípios selecionados na iniciativa da Smart Tour passarão a fazer parte de uma lista do MTur de cidades interessadas em tornar-se um Destino Turístico Inteligente, para futuras ações da Pasta.

 

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, reforça a importância de ações como esta para a promoção e a estruturação do setor no país. “A tecnologia aliada à informação é a receita ideal para ajudar a desenvolver o turismo no Brasil. Captar dados de maneira ágil possibilita entender a demanda turística local e estruturar ações de fomento ao turismo da região”, ressalta.

 

A CEO da Smart Tour Brasil, Jucelha Carvalho, explica que a Smart Survey utiliza IoT (Internet of Things, ou “Internet das Coisas”), o que permite uma transformação dos atrativos em agentes coletores de informações, diminuindo o custo e fornecendo resultados em tempo real para os órgãos gerenciais de turismo.

 

“Esse repasse de informações gera dados inéditos no setor turístico do estado. Eles são enviados aos observatórios e às secretarias de Turismo e ajudam na elaboração de políticas públicas mais eficientes, pois dá um poder de decisão bem mais rápido à gestão pública”, comenta Carvalho.

 

A ferramenta Smart Survey já é utilizada por diversos municípios brasileiros, como Florianópolis (SC), uma das 10 cidades escolhidas pelo Ministério do Turismo para receber o projeto-piloto de Destinos Turísticos Inteligentes (DTI) no país. Para o superintendente de Turismo da capital catarinense, Vinícius de Lucca, a pesquisa de demanda realizada pela Smart Tour vem auxiliando a tomada de decisão pela Secretaria Municipal de Turismo desde 2019.

 

“Florianópolis passou anos sem realizar pesquisa de demanda, devido ao alto custo desta ação. Com o uso da Smart Survey, passamos a ter relatórios frequentes e em tempo real, o que vem nos ajudando na elaboração de políticas públicas voltadas ao turismo em nossa cidade”, aponta Vinícius de Lucca.

Segundo a startup, destinos turísticos de pequeno porte também podem se beneficiar da ferramenta, pelo baixo custo operacional e a alta adesão dos visitantes. A cidade de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, é um exemplo. O município utiliza a Smart Survey há três meses e está investindo em ações que possam auxiliar a consolidar o local como um destino turístico.

 

“Para nós, a pesquisa de demanda significa uma forma de conhecer o perfil de quem nos visita, saber por que ele procurou nossa cidade como destino e, desta forma, termos a informação necessária para direcionar os investimentos de forma mais assertiva e eficiente”, ressalta a diretora de Turismo de Jaraguá do Sul, Leila Modro.

 

SMART TOUR – A Smart Tour é uma startup de tecnologia de ponta voltada para a gestão pública do turismo, com soluções inovadoras. Além do reconhecimento no Prêmio Nacional do Turismo, a empresa catarinense foi uma das finalistas do 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, promovido pelo MTur e o Wakalua – primeiro polo global de inovação em turismo -, que consagrou iniciativas destinadas à retomada do setor. A empresa também foi destaque na 3ª Competição Global de Startups da Organização Mundial do Turismo (OMT) e fez parte do grupo de finalistas do Healing Solutions for Tourism Challenge, realizado no ano passado pela OMT.

 

DESTINOS INTELIGENTES – Atualmente, 10 cidades brasileiras, representando as cinco regiões do país, integram o projeto-piloto de implantação de DTI, promovido pelo MTur: Rio Branco/AC e Palmas/TO (Norte); Recife/PE e Salvador/BA (Nordeste); Campo Grande/MS e Brasília/DF (Centro-Oeste); Florianópolis/SC e Curitiba/PR (Sul); e Rio de Janeiro/RJ e Angra dos Reis/RJ (Sudeste). Pioneira no país, a ação busca definir diretrizes e um formato nacional para a criação de destinos do tipo.

 

 

FONTE: MTUR

Sesc Cultura está com vagas limitadas no curso gratuito de Técnicas de Pintura

O Sesc Cultura, que integra o Sistema Comércio está com inscrições abertas para o Curso Gratuito de Técnicas de Pintura na modalidade presencial. Para se matricular, é preciso ter o Cartão Válido, que pode ser feito na unidade e no ato da matrícula será entregue a lista de materiais. As matrículas devem ser feitas de segunda a sexta.

 

No curso de Técnicas de Pintura, os alunos aprenderão, no módulo iniciante, os fundamentos da pintura, desde a teoria das cores e misturas, até a importância dos valores compositivos, estéticos e técnicos. Em um primeiro momento, o aluno irá experimentar a técnica da pintura a óleo e suas possibilidades e vantagens, aprendendo, ao longo do curso, diferentes técnicas e estilos. Serão abertas duas turmas, às terças-feiras, das 14h30 às 16h30 e das 18h30 às 20h30.

 

Serviço – O Sesc Cultura está localizado na Avenida Afonso Pena, 2270 – Centro, Campo Grande – MS. Acompanhe as ações do Sesc no site sesc.ms

 

FONTE: SESC MS